A água limpa é um bem precioso ao qual várias populações espalhadas pelo mundo não têm acesso rápido. Já existem vários projetos que procuram resolver esse problema, mas todas as novas ideias para facilitar o acesso à água nunca são demais. É assim que surge mais um projeto para extrair água limpa a partir do ar, dos holandeses da SunGlacier, que demonstraram as capacidades das suas máquinas no inóspito Sahara, no território do Mali.

A SunGlacier já tinha três projetos anteriores para criar água a partir da condensação de vapor de água presente no ar. O DC01 é uma torre de cinco horas, equipada com painéis solares, que transforma humidade em água, recolhendo-a numa pequena fonte. O DC02 é um cubo, também equipado com painéis solares, que condensa água no seu interior, numa superfície fria, enchendo um copo gota a gota. O DC03 usa uma bomba Peltier, transferindo calor de um ponto para outro para permitir a condensação de água. Agora, a SunGlacier criou os “Gémeos do Deserto”.

Os “Gémeos” são duas torres portáteis, uma servindo como fonte de energia e a outra para extrair água do ar, novamente usando energia solar. Normalmente, a diferença no interior do extrator de água necessita de ser apenas de 15 graus em relação à temperatura do ar, mas no Mali o nível de humidade é muito inferior, necessitando de uma diferença de 50 graus. A equipa da SunGlacier necessitou de quatro dias para criar as condições necessárias, incluindo cobrir os “Gémeos” num material isolante e reconfigurar o sistema de arrefecimento, até que finalmente criar gelo. No entanto, no Mali têm apenas 10 minutos para beber esta água, pois esta começa a evaporar imediatamente quando retirada da caixa, graças ao calor extremo.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.