A luz solar é um bem mais precioso do que as pessoas julgam, importante para a saúde física e mental, pois estimula a produção de vitamina D e serotonina pelo corpo humano. Mas muitos de nós vivemos isolados da luz solar durante o dia, fechados em escritórios, fábricas e centros comerciais, iluminados apenas por luz artificial, que não é um verdadeiro substituto.

É por isso que um grupo de engenheiros e inventores da Suécia se juntaram para formar a Solros, uma empresa que pretende levar a luz solar onde ela não chega, atravessando paredes. E para fazer isso basta uma antena parabólica, um cabo de fibra ótica e um distribuidor. Parece magia, mas funciona. A luz solar tem um comprimento de onda que funciona entre determinadas frequências. Transmitindo essa frequência pelo cabo, é possível reproduzi-la numa área isolada do exterior.

A Solros está a financiar o seu projeto via crowdfunding, com uma campanha no Kickstarter. Embora existam contribuições de baixo valor, que valem um produto mais barato da empresa, ou merchandising, é possível adquirir todo o equipamento por preços a partir dos 820 euros, subindo de preço dependendo do número de salas que deseja iluminar ou se necessita de instalação técnica especializada.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.