A cidade de Las Vegas colocou recentemente ao serviço um veículo com condução autónoma, preparado para dar uma volta de cerca de um quilómetro ao centro turístico da cidade americana. Mas o veículo, construído pela empresa francesa Navya, não teve um início auspicioso, envolvendo-se num acidente logo no primeiro dia de atividade. Felizmente, não foi grave… e a culpa não foi da inteligência artificial, mas sim do condutor do outro carro.

Uma carrinha comercial emergiu de uma rua paralela e, embora tenha sido detetada pelo carro autónomo, que tentou travar, o condutor do automóvel normal não parou e este embateu no para-choques do veículo com inteligência artificial. Como foi necessária a intervenção das autoridades, o condutor da carrinha acabou multado.

Da parte dos responsáveis pelo projeto do carro autónomo, “o shuttle fez aquilo que está preparado para fazer. Os sensores notaram a aproximação da carrinha e pararam como deviam. O problema é que a carrinha não parou. O objetivo de tudo isto é testar o comportamento destes carros no trânsito e ver o que acontece quando se introduz variáveis”. Para já, o problema para a inteligência artificial parece ser com a imprevisibilidade dos condutores humanos.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.