O automóvel elétrico da Renault, o Zoe, é uma boa base de trabalho para o desenvolvimento de tecnologia autónoma. E é por isso que duas empresas estão a trabalhar em conjunto no desenvolvimento de uma versão autónoma, sob a forma de um serviço de táxi, de modo a acostumar o público a esta nova forma de circular pelo trânsito urbano.

Neste caso, a nuTonomy, empresa americana que está a trabalhar na criação de um automóvel completamente autónomo, aproveitou a sua nova parceria com a Lyft, concorrente da Uber, para colocar este Zoe especial em circulação na cidade de Boston. Este serviço vai estar disponível para clientes seletos do aplicativo, e vai estar limitado a uma determinada zona da área metropolitana desta cidade.

O objetivo da nuTonomy é familiarizar o público com a ideia de andar num automóvel que não precisa de ser conduzido, dando-lhes a conhecer a tecnologia utilizada. A resposta dos clientes da Lyft vai ser usada posteriormente para adaptar a tecnologia às necessidades das pessoas, incluindo itens como conforto, segurança e eficiência.