Já pensou em abrir a porta da sua casa ou do seu carro com a manga do seu casaco? Esse poderá ser o futuro graças a uma nova ideia testada pela Universidade de Washington, que pretende utilizar padrões de tecidos especiais (também desenvolvidos pela universidade) para guardar informação eletrónica.

Os padrões não vão necessitar de qualquer parte eletrónica para funcionar, o que lhes vai permitir ser lavados e passados a ferro como roupa normal. Quando a roupa estivera a ser usada, o padrão pode ser lido por sensores magnéticos, que depois vão transmitir a informação a uma aparelho para estar fazer uma função específica.

O tecido é feito com um fio condutor, mas que não necessita de estar ligado diretamente a qualquer aparelho elétrico para guardar informação. Desta forma, permite poupar energia quando for necessário abrir uma porta ou dar uma autorização para ligar um smartphone bloqueado, por exemplo.

A desvantagem de não ter componentes elétricos é que os fios condutores perdem a magnetização ao fim de alguns dias, necessitando de ser reprogramados ou remagnetizados. Mas o tecido foi testado em lavagens e exposto a temperaturas elevadas, mantendo a qualidade dos dados que tem que transmitir.