Rali Amarante-Baião: começo fulgurante de João Barros

22/09/2018

João Barros, com António Costa ao lado, teve auspicioo início de rali ao venecr ambas as passagens pelo troço do Marão na estreia com o novo Skoda Fabia
 

A estreia ao volante de um Skoda Fabia novinho em folha não intimidou João Barros, que entrou com o pé direito no Rali Amarante-Baião: venceu as duas passagens pela classificativa mais extensa – Marão (13,48 km) – sem dar hipóteses aos intervenientes na luta pelo título.

Do quarteto de candidatos, Ricardo Teodósio foi o que esteve em melhor plano ao longo de tarde, secundando o piloto de Paredes em ambas as passagens.

«Começámos bem, ao sermos os mais rápidos no shakedown e encarámos com alguma expectativa o rali, com troços novos. Entrámos com garra, as afinações escolhidas foram as ideais e, sem qualquer tipo de pressão, vencemos os dois troços em estrada», referiu João Barros ao MOTOR 24. No entanto, esteve menos feliz na superespecial e perdeu 2,1 segundos da vantagem conquistada.

José Pedro Fontes (Citroën C3) ascendeu à vice-liderança após a superespecial noturna de Amarante

José Pedro Fontes (Citroën C3) entrou «a apalpar terreno, para ver onde a concorrência se posicionava, mas depressa percebemos que o ritmo vai ser forte». De qualquer modo, o piloto portuense esteve em grande ao vencer a superespecial, presenciada por milhares de espetadores, em pleno centro de Amarante.

Um troço que não correu particularmente bem a Ricardo Teodósio (Skoda Fabia), que confessou ter «atacado forte» nas especiais do Marão, mas perdeu 2,0 segundos na superspecial e a vice-liderança para Fontes.
O algarvio Ricardo Teodósio (Skoda Fabia) perdeu a vice-liderança na superespecial

Para Armindo Araújo, a tarde não correu de feição, com o piloto do Hyundai a perder 9,1 segundos para o líder e a ter problemas com o motor de arranque.

Outro candidato ao título – Miguel Barbosa (Skoda Fabia) não esteve particularmente feliz e perdeu 17,1 segundos.

Nas 2WD, liderança de Bernardo Sousa, em dupla com o amarantino Valter Cardoso no Peugeot 208 R2.

O rali completa-se hoje com seis classificativas (total de 86,8 km) e uma neutralização em Baião, antes do pódio no Parque do Ribeirinho, em Amarante (19.25 horas)

Classificação

(após 1.ª etapa)

1.º João Barros/António Costa (Skoda Fabia), 16.39,9 minutos

2.º José Pedro Fontes /Paulo Babo (Citroën C3), a 5,2 segundos

3.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia), a 6,7 segundos

4.º Armindo Araújo/Luís Ramalaho (Hyundai i20), a 9,1 segundos

5.º Miguel Barbosa/Hugo Magalhães (Skoda Fabia), a 17,1 segundos