Ao contrário do que é normal na Europa, as operações stop pelas forças policiais nos Estados Unidos têm uma tendência muito maior para escalar ao ponto de violência. É isso que a Trapezium Technologies propõe evitar, criando um robô, chamado Sentinel, que vai servir como intermediário entre a polícia e os condutores.

O Sentinel VX1 é um projeto financiado por crowd funding, usando um robô móvel equipado com ecrã, câmara e microfones, permitindo ao agente falar com o condutor e verificar a sua documentação sem se colocar em perigo, e sem correr o risco de antagonizar o condutor. Vamos ver se o condutor não ficará mais nervoso pela aproximação de um robô parecido com os das brigadas de minas e armadilhas…

A inspiração para a criação deste robô têm origem nas estatísticas do FBI sobre operações de trânsito, que indicam que, entre 2000 e 2012, 127 agentes e 100 civis foram mortos por armas de fogo neste tipo de intervenções, com mais de 70 mil altercações físicas entre agentes e condutores.

A Trapezium Technologies pretende produzir o Sentinel a um custo menor dos que os 60 mil dólares que são o custo habitual de um robô militar usado, recorrendo a técnicas como impressão 3D, embora elementos como os sensores, a câmara de 8 megapixeis e o motor elétrico tenham que vir de fornecedores externos.