Ainda antes da UNESCO ter nomeado o barro negro Património da Humanidade a Bisarro produzia peças de linhas contemporâneas com as técnicas de Bisalhães.

Leia mais em www.delas.pt