A Harley Davidson é mais do que um construtor de motociclos. É uma verdadeira religião, dedicada ao prazer da condução e à liberdade para viajar facilmente a qualquer lado. Nem que seja só para ir ao virar da esquina. E é por isso que representantes da marca americana foi a Ryder, uma pequena cidade no estado do North Dakota, para fazer o proselitismo aos 84 habitantes da alegria que é andar de moto.

A Harley ofereceu cursos simples sobre como operar uma moto, mas não deixou ninguém ir para a estrada. Também obrigou a população a comprar o material, como capacetes, mas como ofereceu uma festa, que incluiu música, churrasco e outros divertimentos, ninguém reclamou. Os habitantes de Ryder aproveitaram então para se dedicar ao negócio de aprender a andar de moto, aos comandos das Street 500 que a Harley levou para a pequena cidade. A Street 500 é o modelo mais acessível na gama da marca americana.

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.