600 milhões de elétricos necessários até 2040

Este é o gigantesco número que aponta a Agência Internacional de Energia para cumprir as metas do Acordo de Paris

Foi recentemente revelado pela Agência Internacional de Energia o Relatório de Previsões para o Mercado de Veículos Elétricos, um documento onde é feita a análise à evolução comercial destes tipos de viaturas nos últimos anos e se olha ao seu futuro. Destaque desde logo para o aumento exponencial ao longo dos últimos cinco anos (de 2012 a 2016), onde se passou praticamente do zero para um total de dois milhões destes veículos transacionados globalmente. Embora sejam já valores interessantes, eles ficam ainda bastante distantes das previsões da Agência quanto ao volume total de vendas a atingir até 2040, para cumprir meta do Acordo de Paris e limitar o aumento da temperatura do planeta a 2º Celsius. É indicado no Relatório que para tal vai ser preciso vender até essa data 600 milhões de veículos elétricos. Esta pode parecer uma meta inatingível, mas se recordarmos que em 2016 foram vendidos um total de 84 milhões de carros em todo o mundo, verifica-se que os números não estão assim tão fora da realidade.

Existe um dado que joga a favor destes automóveis alimentados a eletricidade, pois as estimativas apontam que até 2035 as suas vendas podem já atingir os 450 milhões de unidades, algo que será curiosamente impulsionado pelo “cool factor”. Esta expressão designa o grau de atratividade que os automóveis de emissões 0 vão despertar junto do público, algo a que não é alheia a crescente consciência ambiental dos compradores e também características como a ausência de ruído e suavidade de condução. Mas para a fasquia dos 600 milhões será também necessário expandir o mercado de EV, pois até ao momento 95% das vendas estão concentradas em apenas 10 países (China, Estados Unidos, Japão, Canadá, Noruega, Reino Unido, França, Alemanha, Holanda e Suécia). Para esse objetivo foi agora criado o “Eletric Vehicle Iniciative”, que integra muitas destas nações e ainda a Índia, e que visa obter uma quota de mercado de 30% para os veículos elétricos até 2030.

Se está interessado em descobrir mais sobre esta solução de mobilidade, nada como participar no próximo mês no Encontro Nacional de Veículos Elétricos…

Para que saiba mais sobre três dos mais famosos veículos elétricos do momento, leia o nosso Comparativo entre o BMW i3, o Renault Zoe e o Nissan Leaf