Ensaio: Hyundai I20 Coupé

Desenhado especialmente para a Europa é assim que se apresenta o novo Hyundai i20 Coupé. Um utilitário pequeno com estilo desportivo e que vem acompanhado de um enérgico motor

Ao contrário da grande parte dos veículos utilitários, esta proposta da Hyundai tem apenas três portas, algo que tem sempre de ser levado em conta junto dos potenciais interessados. Denominado Coupé, a marca sul-coreana veste este novo i20 com uma aparência mais elegante e desportiva, a ver pela sua silhueta, mas sem nunca abandonar por completo a essência do segmento onde está inserido. No capítulo visual, o tejadilho a descair para trás, vidro traseiro de dimensão reduzida e jantes de 17 polegadas são mimos que ajudam a pintar esse mesmo estilo mais desportivo. Adjacente a esta roupagem está explicado o facto do Hyundai i20 Coupé despertar a atencão e a curiosidade do público aquando da sua passagem.

Toda esta beleza exterior tem correspondência no interior com o motor 1.0 T-Gdi a gasolina de 120 cv. Tal como o propulsor que equipa o já ensaiado i20 Active, também um 1.0 T-Gdi a gasolina mas de 100 cv, facilmente o condutor deixa-se encantar pela sua força e sonoridade, que remete imediatamente o nosso subconsciente para o mundo das corridas. Mal se está ao volante do i20 Coupé, a tentação passa por imediatamente explorar o máximo as capacidades de um motor, que faz deste automóvel um dos utilitários mais potentes à venda no mercado nacional. Faz dos 0 aos 100 km/h em 10,4s, o que demonstra bem a sua pujança, nunca esquecendo que estamos sempre a falar de um ‘mil’.

Porém, e como não se pode ter o melhor dos dois mundos, toda esta potência explorada ao máximo irá se refletir no consumo, que facilmente poderá ficar acima dos 7,0 l/ 100 km. Números que naturalmente ficam longe dos 4,8 l/100 km anunciados pela Hyundai. Para um menor consumo a solução é simples. É preciso resistir à tentação e dar um pouco menos ao pedal do lado direito, o que mesmo assim não rouba a atratividade deste veículo. Ainda dentro do campo da poupança de combustível, o i20 Coupé traz consigo um Sistema de Regeneração de Energia (ERS). Este sistema permite que quando o veículo está em movimento com uma mudança engatada, mas o acelerador está
na sua posição inicial, o efeito de travagem do motor é convertido em eletricidade e armazenada na bateria, o que reduz o consumo e as emissões do escape. Em termos de condução, o i20 Coupé é um automóvel bastante ágil com uma condução suave e leve, que se mantém quando a velocidade é um pouco maior. O mesmo se aplica à direção. A posição de condução é boa e inclui regulação em altura do condutor.

À semelhança da versão i20 Active, a suspensão comporta-se bastante bem para um utilitário, sendo firme a amortecer pelo que garante uma boa absorção das irregularidades da estrada. A acompanhar está uma boa insonorização. Ao nível do interior, o novo utilitário da Hyundai é arrumado, acolhedor e bem trabalhado, mesmo que não existam grandes luxos. O sistema de informação e entretenimento na consola central incorpora o sistema de navegação, as ligações Bluetooth, USB e a câmara de estacionamento traseira. Conforto e espaço são uma realidade, mas a habitabilidade traseira merece reparos. É possível ir confortavelmente sentado, no entanto um passageiro com uma altura acima da média facilmente bate com a cabeça no tejadilho, o que causa sempre algum incómodo. Já a possibilidade de levar três pessoas atrás revela-se difícil. A bagageira, que tem dois pisos, tem capacidade para 326 litros, número interessante para um veículo de dimensões não muito grandes. Com os bancos traseiros rebatidos este valor atinge a capacidade de 1011 litros. Por último o Hyundai i20 Coupé tem como preço base 20 516 € e como é apanágio do construtor sul-coreano o ‘embrulho’ vem com a oferta de cinco anos de garantia e manutenção.

Ficha técnica
Motor: 3 cilindros 1.0 T-GDI 998 cc; Potência 120 cv/6000 rpm; Binário: 1500-4000; Transmissão: 6 Velcodidades Manual; Suspensão: Independente/Tipo McPherson à Frente e Eixo de Torção atrás; Travagem: DV/DS; Peso: 1217 kg; Mala: 326 l; Depósito: 50 l; Vel.Max: 176 km/h Vel. 0-100 km : 10,4s  Consumo médio: 4.8 l/100 km Consumo AutoSport: 6.4 l/100 km Emissão CO2: 110 g/km
Preço base: 20.516€

José Luís Abreu/AutoSport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.