A extraordinária cidade do Porto dos anos 50 e 60 em imagens

A cidade do Porto cresceu com a revolução industrial e tornou-se um dos mais importantes polos de desenvolvimento do país.

Conhecida como a cidade da iniciativa e do trabalho, a Invicta não se fechou aos avanços tecnológicos e aos feitos desportivos.

Nos anos 50, foi a capital do desporto automóvel nacional, com o Circuito da Boavista, recuperado a partir de 1950, a ser incluído no campeonato do mundo de Fórmula 1, em 1958 e 1960.

A rede de transportes moderna, adequada às necessidades da população, trouxe maior colorido às ruas.

A inauguração da Ponte da Arrábida, em 1963, tornou o Porto mais próximo ainda da outra margem.

O velhinho Estádio do Lima ainda propiciou grades momentos desportivos neste período, com o seu circuito exterior, idealizado para as bicicletas, a servir de palco de belas provas de automóveis.

Mas era nas Antas, no Estádio do Futebol Clube do Porto, inaugurado em 1958, que se escreveriam algumas das mais belas páginas do futebol nacional. E também ali correram automóveis até ao início dos anos 70.

Uma cidade magnífica, temperamental, como as suas condições meteorológicas várias vezes mostram, mas bela e genuína, como o coração dos seus habitantes, naturais ou convertidos.

Porque conhecer o Porto é amá-lo, aqui fica esta galeria de imagens, como declaração de intenções.

Ver também Como era a Lisboa dos anos 50 e 60 (clique)

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.