Elise Cup 250: verdadeira essência Lotus

Fiel à máxima da marca de que “menos é mais”, esta é a versão mais rápida de sempre do modelo. O novo Lotus Elise Cup 250 vem com 240 cv… para empurrar apenas 860 kg de peso!

A Lotus ganhou recentemente fama ao passar a ser controlada pelos chineses da Geely, também donos da Volvo, e volta agora a surpreender. Repetindo uma receita que tem dado sucesso nos últimos tempos, cortar os quilos na balança e aumentar na força do motor, a marca de Hethel pretende agora transformar o Elise Cup num autêntico rocket. Com uma redução de peso para os 860 kg, este Elise Cup 250 é a versão do modelo mais rápida de sempre, prometendo prestações interessantes: dos 0 aos 100 em 3,9 segundos e capaz de elevar o velocímetro aos 248 km/h. Estes números são possíveis graças à redução de peso pelo uso de material de alumínio, carbono e titânio – uma combinação que retira cerca de 14 kg em relação ao antecessor.

A redução de peso ajuda a explicar os números, mas importa referir que o motor de 1.8l sobrealimentado, capaz de debitar 240 cv e um binário de 250 Nm, atribuí ao Lotus Elise Cup 250 um rácio de potência estimada de 283 cv por tonelada. São números impressionantes que resultam da engenharia avançada desenvolvida pela marca do Reino-Unido.

Peso, Motor e Aerodinâmica

São os três pontos-chave que transformam o Elise Cup 250 num automóvel único. Se já referimos o peso de 860 kg e o motor sobrealimentado de 240 cv, é imperativo mencionar a aerodinâmica – todo o comportamento do chassis foi devidamente acautelado para que fosse possível ao Lotus atingir os valores anunciados. A resposta do automóvel, segundo a marca, é bastante ativa e responsiva para o condutor, avivada pela aerodinâmica que permite a que, numa velocidade de cerca de 230 km/h, se registe 125 kg de força-descendente.

Conjuga-se a suspensão, desportiva e rebaixada, às entradas de ar do para-choques dianteiro aperfeiçoadas e ao difusor traseiro da retaguarda que permite que o ar flua rapidamente. O spoiler anterior, que tem sempre uma importância estética, é indispensável para otimização aerodinâmica, tal como as entradas de ar próximas das cavas das rodas – compostas por materiais ultraleves incorporados nas jantes de 16” e 17”, à frente e atrás, respetivamente.

O interior reveste-se em material leve, pensado na performance do modelo, mas de elevada qualidade: bancos em material de carbono com acabamentos em alcantara, luxuosos detalhes nas portas, um volante opcional composto por pele. Revestimentos em carbono, numa aparência sóbria, é o que predomina no interior do Lotus 250 Elise Cup.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.