Grupo FCA vai acabar com motores Diesel

Dentro de quatro anos o Grupo FCA abandona a oferta de motores Diesel nos veículos ligeiros de passageiros. O plano será revelado em junho.

O Grupo Fiat-Chrysler Automobiles (FCA) abandonará as motorizações Diesel dentro de quatro anos, de acordo com o Financial Times. Refere esta fonte que a medida está prevista num plano que será revelado no dia 1 de junho e abrange a oferta de motores Diesel nos veículos ligeiros de passageiros. Este suposta decisão de terminar com as soluções Diesel poderá ter como origem, entre outras razões as investigações de emissões poluentes da Fiat.

Recorde-se que o Grupo FCA esteve na mira das autoridades francesas, também devido às emissões. O consórcio abrange a Alfa Romeo, a Chrysler, a Dodge, a Fiat, a Jeep, a Maserati e a Ram, sendo uma decisão que, à partida, será comum a todas as marcas. Além das restrições nas emissões, os custos associados à tecnologia para atenuar o impacto ambiental são também entraves à subsistência dos motores Diesel.

Outros fabricantes como a Renault e a Toyota anunciaram o corte ao Diesel, um combustível cuja previsão é de queda para 2018. A tendência de aquisição cresce em relação aos elétricos, aos híbridos e aos motores a gasolina.