Volkswagen Golf estreia 1.5 TSI de 130 CV com função ‘coasting’

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Posicionada como uma versão de entrada do novo motor 1.5 TSI estreado no Volkswagen Golf na sua atualização de meio de ciclo, a variante de 130 CV está já disponível no mercado nacional, contando com a vantagem de possibilitar aos condutores uma maior eficiência em virtude da função de ‘coasting’, ou seja, rodar ‘à vela’.

Este motor estava já disponível com 150 CV, mas chega agora com um nível de potência ligeiramente inferior, mas também com a possibilidade de desligar dois dos quatro cilindros deste bloco, tirando partido do sistema common-rail que permite a gestão ativa dos quatro cilindros (ACT). Graças a isso, regista um consumo homologado no ciclo NEDC de 4,9 l/100 km com caixa manual e emissões CO2 de 113 g/km (110 g/km na versão com caixa DSG). A velocidade máxima é de 210 km/h e a aceleração dos zero aos 100 km/h faz-se em 9,1s.

Com 200 Nm disponíveis às 1400 rpm, a marca apregoa elevados níveis de elasticidade, mas também uma eficiência melhorada, graças à função ‘coasting’, uma estreia na Volkswagen, embora outras marcas do grupo já tenham esta solução. A velocidades até 130 km/h e em combinação com a caixa de velocidades de dupla embraiagem ou manual de 6 velocidades, o motor ‘corta’ completamente sempre que o condutor levanta o pé do acelerador. Uma bateria compacta de iões de lítio fornece energia para o equipamento elétrico, como o limpa para-brisas, faróis e sistema áudio.

Quando se encontra na gama de rotações entre as 1400 e as 3200 rpm, e em velocidades até 130 km/h, o Active Cylinder Management (ACT) desliga completamente, de modo impercetível, dois dos quatro cilindros.

Motor de última geração

Este motor 1.5 TSI foi introduzido no Golf na mais recente atualização de gama em meados deste ano, surgindo como uma forte evolução em relação aos anteriores 1.4 TSI. Face a esses, segundo a Volkswagen, a fricção interna, por exemplo, foi reduzida através de uma bomba de óleo variável e um primeiro rolamento da cambota revestido de polímero. Além disso, este motor sobrealimentado caracteriza-se por uma pressão de injeção até 350 bar. A quantidade de combustível e a duração da injeção são controladas eletronicamente. Outro dos detalhes que o diferenciam é um intercooler indireto mais eficiente e com um melhor desempenho de refrigeração. Componentes sensíveis à temperatura, como a válvula de borboleta, estão a jusante do intercooler, otimizando a sua temperatura.

Por último, este novo motor possui um sistema de gestão térmica inovador, com um novo mapa de refrigeração. Cilindros revestidos com APS (proteção térmica por plasma atmosférico) e um conceito de arrefecimento de fluxo cruzado na cabeça do cilindro são especificamente utilizados para este motor TSI de 130 cv.

Como funciona em conjunto com a caixa de velocidades DSG

Quando circulamos com pouca carga de motor (o pedal do acelerador ligeiramente pressionado), o motor fica a trabalhar com os cilindros 1 e 4 e desliga os cilindros 2 e 3. Ou seja, o motor mantém as válvulas fechadas e desliga os injetores e as velas destes cilindros. No computador de bordo do painel de instrumentos aparece a indicação “2 cilindros”.

Quando libertamos completamente o pedal do acelerador, a caixa de velocidades desacopla o motor, ou seja, o motor é desligado. O veículo desloca-se por inércia. Isto acontece entre os 40 e os 130km/h, e se não houver necessidade de manter o motor a trabalhar. Se houver esta necessidade, por exemplo, porque a bateria está fraca ou porque é preciso manter o compressor do ar condicionado a funcionar, a caixa desacopla o motor da mesma forma, mas fica a trabalhar em marcha lenta. No computador de bordo do painel de instrumentos aparece a indicação “inércia”.

Com o motor desacoplado, se travamos com uma certa pressão, este é novamente acoplado, para fazer o efeito travão motor. Se travamos suavemente, o motor continua desacoplado. Quando largamos o pedal do acelerador mais bruscamente, a viatura “entende” que vamos querer travar e a caixa mantém o motor acoplado. Assim aproveitamos o efeito travão motor. Se não travamos e damos um breve toque no pedal do acelerador, o motor é desacoplado e desligado. Enquanto o motor ainda estiver frio, a desativação dos 2 cilindros é inibida. Com a caixa em “S”, nem a desativação dos cilindros nem a marcha por inércia funcionam.

O novo Golf 1.5 TSI 130 cv já está disponível com níveis de equipamento a partir da linha Confortline com preços a partir dos 27.215€, iniciando-se o valor do Golf Variant 1.5 TSI 130 cv em 28.250€.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.