Nos anos 90, havia uma série de carros que enchiam o imaginário dos fãs da velocidade. Os supercarros da época incluíam o Ferrari F50, o Lamborghini Diablo J, o Bugatti EB110… e o McLaren F1. Primeiro carro de estrada construído pela equipa de Fórmula 1, o McLaren F1 impressionava pela posição de condução central e pelo motor BMW V12 que debitava 627 cv e lhe permitia ultrapassar os 330 km/h.

Quase 20 anos depois do final de produção, o supercarro britânico tem subido de valor. O carro já custava quase um milhão de dólares na época, e um exemplar com 15 mil quilómetros foi vendido em leilão por mais de 15,5 milhões de dólares (13 milhões de euros). Quanto custará, então, um que está praticamente novo e no qual o dono nem tocou?

Este McLaren F1, chassis n.º 60, foi construído em 1997 e tem apenas 239 km feitos na fábrica. O dono original não só nunca o conduziu, como nem sequer se deu ao trabalho de o matricular e nem sequer tirou as coberturas dos estofos, que lá estão há 20 anos. O carro está à venda no Tom Hartley Jr.’s, um concessionário especializado em supercarros usados. Para saber, tem que ligar a perguntar.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.