A antiga colónia portuguesa de Diu, hoje parte da Índia, funciona exclusivamente com energias renováveis, tendo passado a obter toda a sua eletricidade com base em painéis solares. Agora Diu tornou-se também o primeiro território indiano com excesso de produção de energia com bases em fontes renováveis.

Até 2015, Diu (que é administrada diretamente, em conjunto com Damão, pelo governo federal indiano, não tendo sido integrada em nenhum estado) recebia toda a sua eletricidade do estado vizinho de Gujarat, com quebras de eletricidade frequentes. Tendo apenas 42 quilómetros quadrados de área, as autoridades locais reservaram 20 hectares para a instalação de uma rede de painéis solares, e montaram outros em vários telhados da cidade.

O resultado é que esta instalação gera 10,5 MW diários de eletricidade, suficiente para atender às necessidades dos mais de 50 mil habitantes de Diu, que não consomem mais de 7 MW. Diu pode assim fornecer energia a outros territórios indianos, enquanto a população local viu os custos da eletricidade caírem em 12 por cento face à época em que tinham de importar do Gujarat.