Os anos 50 tinham começado, a Guerra Fria fazia parte constante das conversas em sociedade, e corria o medo de uma guerra atómica. As Forças Armadas Americanas procuravam inventar todo o tipo de armamento que lhes permitisse fazer frente ao desafio da União Soviética. E Charles Zimmerman, engenheiro da NACA (antecessora da NASA) inventou um aparelho com um rotor que podia transportar uma pessoa e mover-se com a inclinação do corpo.

Esta descrição é a mesma do modo de operação do Segway, mas flutuando no ar, em vez de circulando por uma rua ou estrada. No final de 1954, a empresa de helicópteros De Lackner construiu o primeiro protótipo do HZ-1 Aerocycle, que fez o seu primeiro voo experimental em janeiro de 1955. No entanto, apesar de conseguir percorrer 43 km, alguns acidentes, causadas pela colisão das duas hélices (que se moviam em direções opostas) levaram o Exército Americano a cancelar o projeto em 1956.

Esperava-se que o HZ-1 Aerocycle servisse para fazer reconhecimento rápido, movendo-se mais depressa que um batedor e poupando-o à fatiga, mas temia-se que tropas de infantaria sem treino continuassem a sofrer acidentes. No final, o aparelho só serviu para testar um paraquedas de abertura rápida. O único protótipo está agora em exposição no Museu dos Transportes do Exército Americano.