Toyota: Novo bloco a gasolina é “o motor térmico mais eficiente do mundo”

Pedro Junceiro
Pedro Junceiro
Editor Conteúdos

Mantendo o seu empenho na tecnologia híbrida e focando-se também nos elétricos, a Toyota não esquece os motores de combustão interna e o seu mais recente esforço na forma de um 2.0 a gasolina é apresentado pela marca como o motor térmico mais eficiente do mundo no que toca a veículos de produção em série.

Esta unidade de quatro cilindros em linha a que a marca nipónica dedicou o nome Dynamic Force adota tecnologias de combustão de alta velocidade e um sistema de controlo variável de válvulas mais eficaz para assim melhorar a sua eficiência térmica, resultando numa melhor performance em virtude da redução do desperdício energético associado com os sistemas de escape, de arrefecimento e de outras partes mecânicas.

Em virtude destas melhorias, o motor 2.0 a gasolina em versão ‘simples’ (chamemos-lhe assim por não estar associado a um motor elétrico) tem uma eficiência térmica de 40%, ao passo que a versão híbrida tem um valor de 41%. Em comparação com os motores atuais, este novo Dynamic Force consegue uma melhoria do binário em todos os regimes de funcionamento do motor – desde baixas a altas rotações – mostrando-se já de acordo com todas as futuras normas de emissões poluentes.

a carregar vídeo

Este novo motor tem uma potência de 171 CV na versão ‘simples’ (taxa de compressão de 13) e de 145 CV na versão híbrida (taxa de compressão de 14), com binário de 205 Nm e de 180 Nm, respetivamente. Estas novas motorizações serão introduzidas em novos modelos com base na plataforma TNGA ao longo dos próximos anos, esperando-se que o primeiro modelo a beneficiar deste sistema seja o novo Auris, com estreia marcada para o Salão de Genebra no início de março.

Será uma das duas opções híbridas disponíveis para este modelo, criando-se a partir de agora uma diferença entre os dois híbridos num mesmo modelo. Até aqui a marca apenas oferecia uma unidade híbrida nos Auris, Yaris, C-HR e RAV-4.

Além do motor, a Toyota desenvolveu também caixa de variação contínua (CVT) mais eficiente, com a particularidade de ter uma resposta mais eficaz no arranque, tendo sido trabalhado para ser mais leve e mais eficaz nas suas respostas em condução mais dinâmica.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.