Desde os anos 50 que o Chevrolet Corvette é o carro desportivo americano por excelência, com um tradicional motor V8 colocado à frente. Por ser mais acessível que um carro europeu equivalente, tem servido como desafio para preparadores criarem versões exóticas. Don Yenko, John Greenwood e Reeves Callaway foram alguns nomes que transformaram o Corvette com sucesso, e agora entra mais um jogado em campo: a Equus Automotive e o seu Equus Throwback.

Ao contrário das outras casas de tuning, a Equus tem um entusiasta misterioso à sua frente. A única coisa que sabemos sobre ele é que deve ter gosto por carros desportivos do passado, como já foi visto no Boss 770, uma réplica do Ford Mustang de 1969. Agora, virou a sua atenção para o Corvette, aproveitando a base mecânica da atual sétima geração para incluir elementos estéticos da segunda e da terceira, que aceleraram pelas estradas americanas nos anos 60 e 70.

O motor 6.2 V8 é um dos preferidos dos preparadores independentes, pelo que não é difícil encontrar o material para aumentar a sua potência de 650 para 1000 cv. Todos os painéis da carroçaria são novos, construídos em fibra de carbono, deixando o Equus Throwback capaz de atingir os 100 km/h em 2,5 segundos, acelerando até mais de 350 km/h com ajuda de uma caixa manual de sete velocidades. Cada uma das 25 unidades previstas para produção vão ser personalizadas ao gosto de cada cliente, por um preço a começar nos 130 mil dólares (105 mil euros).

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.