GT Open: Lexus impõe-se novamente!

Ontem a Emil Frey, hoje a Farnbacher Racing, mas o modelo vencedor é o mesmo, o novo Lexus RC-F GT3, o que significa ter nascido muito bem, pois apesar dos seus responsáveis terem sido cautelosos quanto aos objetivos, antes do arranque do fim de semana, a verdade é que o carro japonês vence as duas corridas na sua estreia, e logo com duas equipas diferentes. Isto revela que há um denominador comum: A valia do carro.

Se a corrida de ontem foi intensa e disputada até final, já a de hoje foi bem mais monótona, pois apesar de ter demorado até à troca de pilotos, Mario Farnbacher não demorou a subir terceiro para a liderança com o Lexus RC-F GT3, terminando mais de vinte segundos na frente do Lamborghini Huracan GT3 da Imperiale Racing, de Thomas Biagi e Giovanni Venturini. Terceiro lugar para o McLarem 650 S GT3 da Garage 59 de Michael Benham e Duncan Tappy, que terminaram a mais de quatro segundos do segundo lugar. Quarto posto para a Balfe Motorsport com Shaun Balfe e Rob Bell, que foram segundos classificados ontem, a assegurarem mais um bom resultado.

Quanto aos portugueses, como se sabe, António Félix da Costa e Lourenço Beirão da Veiga ficaram pelo caminho devido a um problema com a pressão do óleo do motor do BMW, desistindo quando eram terceiros na corrida, mas a dupla luso dinamarquesa, Miguel Ramos/Mikkel Mac Jensen levaram o Ferrari 488 da 14ª ao quinto lugar da geral, depois de partirem da 14ª posição. Uma excelente corrida da dupla. António Coimbra e Luis Silva foram 17º e Filipe Barreiros e Francisco Guedes em 19º.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.