A época louca da Fórmula 1 dos anos 70 em imagens

Os anos 70 na Fórmula 1 começaram de forma muito trágica, três pilotos mortos em apenas quatro meses: Martin Brain em Maio, Piers Courage em Junho e Jochen Rindt em Setembro.

Rindt tornar-se-ia o único campeão do mundo a título póstumo no final da temporada.

Jackie Stewart tornar-se-ia um dos principais defensores do aumento de segurança da F1, mas mesmo os seus esforços não impediram que mais nove pilotos de Grande Prémio morressem em acidentes, entre os quais Jo Siffert, François Cevert, Tom Price, Mark Donohue e Ronnie Peterson.

Mas a Fórmula 1 nesta década alcançou também grandes sucessos, com novos talentos que se tornaram nomes míticos, como Emerson Fittipaldi, Niki Lauda, Mario Andretti ou Gilles Villeneuve.

A aerodinâmica ganhou um papel inédito, tornando-se um factor decisivo para ganhar.

Automóveis formidáveis como o Lotus 72D, o McLaren M23, o Ferrari 312T e o Lotus 78, foram as referências ao longo da década, mas devemos uma vénia aos projectos mais arrojados, como o Tyrrel P34 de seis rodas, ou o Brabham-Alfa Romeo BT46 B, o carro-ventoinha.

Foi uma época de grande criatividade, proporcionada também pelo acesso de qualquer equipa a um motor competitivo e acessível, como era o Cosworth DFV. Apenas a Alfa Romeo e a Ferrari continuavam a ter os seus próprios motores.

Veja a nossa extensa galeria de imagens da Fórmula 1 dos anos 70.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.