Água é um bem precioso em grande parte da superfície terrestre. E não é só nas zonas desérticas, visto que mesmo países pobres em zonas tropicais, onde a humidade é constante, têm dificuldade de acesso a água potável. Mas a ajuda está a caminho, na forma de um novo aparelho com funcionamento 100% ecológico, que retira humidade do ar para ser utilizada no dia-a-dia.

O aparelho para criar água a partir do ar foi criado pela Universidade de Berkeley, na Califórnia, e consegue funcionar mesmo em locais com humidade de apenas 20 por cento. Omar Yaghi, o líder do projeto, demonstrou como conseguiu extrair 2,8 litros de água durante 12 horas com este nível baixo de humanidade, equivalente ao clima de de um deserto. Yaghi refere-se à sua função do seu aparelho como “água personalizada”.

Na base do aparelho está uma estrutura metálico-orgânica, combinando metais leves (como magnésio ou alumínio) com moléculas orgânicas. Aplicações desta estrutura incluem a coleta de hidrogénio, metano e até dióxido de carbono. Para a coleta de água, Yaghi recorreu ao zircónio (metal resistente à corrosão e ao calor) e ácido adípico (geralmente usado para fazer nylon).

Usando o calor gerado pela luz ambiente, o interior poroso da estrutura metálico-orgânica absorve vapor de água, que é direcionado para um condensador. A água em estado líquido vai depois pingando para um coletor. Neste momento, o aparelho consegue converter 20 por cento do seu peso em água utilizável, mas a equipa de Berkeley quer melhorar a sua eficiência até 40 por cento.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.