Vale a pena ter um extintor no carro?

Apesar de não ser obrigatório ter um extintor nos automóveis ligeiros de passageiros, este é um equipamento que pode ser bastante útil em momentos de emergência.

Os extintores deixaram de ser presença obrigatória nos automóveis há já uns anos, no entanto, continuam a ser uma opção a ter em conta para enfrentar situações de emergência.

Infelizmente, e apesar de ser um fenómeno pouco habitual, um incêndio num automóvel pode causar graves prejuízos materiais e pessoais, que podiam ser evitáveis caso a resposta ao fogo fosse rápida. Obviamente que este recurso é impotente para situações mais extremas, como a que tragicamente ocorreu em Pedrogão, mas para pequenas avarias que possam despoletar situações de risco de incêndio, um extintor adequado a bordo do carro pode fazer a diferença.

Os incêndios em carros ocorrem habitualmente como resultado de problemas mecânicos ou elétricos, normalmente causados por falta de adequada manutenção. No verão e com temperaturas mais extremas, a probabilidade destas ocorrências é maior e por isso deve considerar ter um extintor adequado e certificado, que lhe permita reagir prontamente em qualquer situação de emergência.

Os automóveis têm uma série de compostos altamente inflamáveis, como plásticos, têxteis, fios elétricos, colas e resinas. Os carros mais modernos, devido à complexidade da sua tecnologia são mais passíveis de atingir altas temperaturas em caso de incêndio.

Que extintor escolher e cuidados a ter?

Os extintores são classificados em função do peso, do tamanho e dos agentes inibidores de fogo que contêm. Os extintores mais pequenos e com o agente em formato de pó seco são a melhor opção para um automóvel. Um extintor deste tipo é indicado para combater incêndios na parte elétrica. Um formato compacto e leve deve ser suficiente, mas convém informar-se com o seu mecânico qual a melhor opção e qual a melhor forma de colocação e manuseamento.

Não deve em caso algum deixar o extintor à solta no habitáculo e se o guardar no porta-bagagens deve igualmente ter instalado um dispositivo de fixação.

Os veículos comerciais e de transporte profissional de passageiros têm regras próprias para o tipo adequado de extintores.

Em todo o caso, deve sempre avaliar o risco de utilizar o extintor num incêndio com um carro, porque eles servem apenas para extinguir o início de um incêndio e nunca para intervir numa situação mais extrema, em que apenas bombeiros estão qualificados para o fazer.

Deve também ter especial cuidado com o estado do extintor e verificar se:

  • É um produto certificado
  • Está dentro do prazo de validade
  • O suporte para o extintor é o mais adequado
  • Tem garantia
  • Tem carga e se é facilmente recarregável por uma empresa especializada
  • Tem o gatilho durável e fiável
  • Verifique se os pinos e os retentores estão intactos.
  • É inspecionado uma vez por ano (obrigatório) e verificar se o indicador de pressão está correto