Dakar: Loeb alarga a vantagem para Peterhansel, mas…

Com uma ponta final de etapa muito forte o piloto da Peugeot chegou à quarta vitória em etapas neste Dakar, segunda consecutiva. Num dia que teve 449 quilómetros cronometrados, divididos por dois troços, o francês realizou uma tirada imaculada e no final superiorizou-se ao seu companheiro de equipa Cyril Despres por 2m33s, isto quando no final da primeira metade do troço estava a 6m28s do primeiro lugar. Despres também realizou uma boa jornada – liderou grande parte do dia – mas no final não resistiu ao ataque do seu compatriota.

Já Stéphane Peterhansel foi o terceiro mais rápido num dia onde até começou bem, sendo o piloto mais veloz. Contudo antes de chegar ao segundo ‘waypoint’ atingiu com o seu Peugeot 3008 DKR o motard Simon Marcic tendo de seguida parado e prestado assistência ao azarado piloto esloveno. Com isso perdeu minutos, que deverão mais tarde a ser retirados no seu tempo final. Porém e enquanto essa situação não é uma realidade a verdade é que Peterhansel cedeu 6m45s no final do troço. Depois do encontro imediato com Marcic o francês ainda recuperou algum tempo, mas na segunda metade do dia não teve argumentos para contrariar a superioridade de Sébastien Loeb.

Na classificação geral provisória o novo vezes campeão do Mundo de Ralis tem agora 8m23s de vantagem sobre Stéphane Peterhansel. Numa classificação geral onde nos três primeiros lugares só dá Peugeot, Cyril Despres é terceiro a 19m50s. Agora, resta aguardar pela decisão da Direção de Corrida, pois é quase certo que o francês vai ver o seu tempo reajustado em função do que ditar o GPS da organização. Através desse aparelho a ASO sabe exatamente o tempo que Peterhansel perdeu no socorro ao piloto esloveno, e depois de lho retirar os números poderão ser muito diferentes de agora. Afinal, esta é uma etapa que só vai terminar muito mais tarde que o previsto…

José Luis Abreu/Autosport