F1: McLaren acorda ‘divórcio’ com a Honda e três anos com a Renault

A McLaren e a Honda chegaram a um entendimento para cessarem o seu contrato com os homens de Woking a terem o caminho aberto para se ligarem à Renault. A informação é avançada pelo MotorSport, sendo este o desfecho que já todos só esperam seja confirmado oficialmente.

A McLaren acordou com a Renault uma ligação de três anos, até ao final da atual regulamentação de motores, que como se sabe, termina em 2020. A McLaren terá motores iguais aos da equipa oficial, e da Red Bull, ficando agora todos à espera que sejam feitos todos os anúncios, nomeadamente o do acordo da Toro Rosso com a Honda. Está tudo confirmado, mas nada foi ainda anunciado oficialmente, ou seja pelas partes interessadas.

Com a confirmação do acordo da McLaren com a Renault estão reunidas as condições para a permanência de Fernando Alonso. Quanto a Carlos Sainz e à sua passagem da Toro Rosso para a Renault, não é para já claro quando irá acontecer.