McLaren: Retas de Xangai vão mostrar as fraquezas

A McLaren espera um fim de semana muito mais difícil que na Austrália, muito devido às grandes retas que o circuito de Xangai tem. Depois de duas semanas de pesadelo em Barcelona, a equipa superou as expetativas muito baixas que todos tinham. Alonso foi 12º na qualificação e estava nos pontos até ter desistido por problemas de suspensão. Mas em Xangai tudo será diferente, devido à falta de potência do motor Honda.

“Xangai vai ser um fim de semana imprevisível por várias razões: é difícil para os monologares, pneu e motores e o tempo muitas vezes não é o melhor, mas posso dizer que não conseguiremos repetir a Austrália”, afirmou Eric Boullier. O diretor da McLaren referiu também: “As características do circuito de Xangai são muito diferentes das de Melbourne, e as longas e rápidas retas vão mostrar a nossa fraqueza. Mas vamos dar o nosso máximo no Grande Prémio e esperamos ser pelo menos fiáveis”,.

Yuseke Hasegawa disse que o Grande Prémio da Austrália provou que a equipa deu um passo em frente em relação à fiabilidade, mas que continuam com problemas de performance. “Apesar da Austrália ter sido um fim de semana difícil para nós, deu para perceber melhor a nossa atual posição e ver os nossos pontos positivos e negativos”, afiançou o responsável da Honda para a F1 . Estamos melhores na fiabilidade, mas a velocidade ainda tem de aumentar. Na China esperamos ser ainda melhores. É uma corrida muito instável devido às alterações climatéricas. Uma vez mais vamos trabalhar com a McLaren para garantir que fazemos o nosso melhor e que conseguimos usar bem o nosso motor. Temos de ter o máximo de informações possíveis para que possamos melhorar a cada Grande Prémio”, acrescentou Hasegawa.

Rodrigo Fernandes/AutoSport