Opel Ampera-E : O elétrico com maior autonomia do mercado

Cada vez é mais natural a aposta das marcas em veículos elétricos. Apesar de o gozo de condução que muitos veículos convencionais nos podem transmitir, indiscutivelmente o futuro irá passar por este tipo de automóveis. Por isso, o facto de a oferta ser gradualmente maior é perfeitamente compreensível.

Neste capítulo a Opel lançou agora o Ampera-e, anunciando uma autonomia que constitui um recorde, 520 quilómetros (norma NEDC). Este familiar compacto tem 4,17 metros de comprimento e 381 litros de bagageira – 1274 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Este modelo vem equipado com uma bateria de iões de lítio, de 60 kWh de capacidade, constituída por 288 células, dispostas em oito módulos de 30 células e dois módulos de 24 células. Todo o conjunto da bateria está colocado na parte inferior da carroçaria, uma opção a pensar na poupança de espaço. Um carregamento rápido, leia-se, de 30 minutos num posto público de recarregamento com corrente contínua (DC) a 50 kW, acrescenta 150 km de autonomia. Confiante no seu produto, a Opel dá uma garantia de oito anos ou 160 mil quilómetros no sistema de bateria.

A potência do motor elétrico é de 150 kW (204 cv) e o binário instantâneo é de 360 Nm. Contas feitas, o Opel Ampera-e faz 0 aos 50 km/h em 3,2s e aos 100 km/h em 7,3s. A velocidade máxima está limitada a 150 km/h em benefício da autonomia. O novo Opel Ampera-e é produzido na fábrica da GM em Orion, no estado norte-americano de Michigan, a par do Chevrolet Bolt EV.

Equipamento

O modelo incluiu o ‘Advanced Park Assist’ – identifica espaços de estacionamento paralelos ou perpendiculares e estaciona automaticamente o Ampera-e – e uma uma câmara traseira com ângulo de cobertura de 130 graus.

Entre os sistemas de assistência de segurança contam-se: indicador de distância para o veículo da frente e alerta de colisão iminente; manutenção de faixa de rodagem – ativa um sinal sonoro se o automóvel começa a desviar-se sem ação do condutor (a velocidades entre 60 e 150 km/h). Efetua automaticamente correções suaves na direção, mas não assume o controlo de forma contínua; deteção de tráfego perpendicular nas manobras de marcha-atrás, baseado em radar; comutação automática de luzes médias/máximas e Reconhecimento de sinais de trânsito; deteção de veículos no ângulo cego, com sensores de radar; aviso de segurança para peões e travagem automática – no sentido de assegurar a proteção de peões, foi desenvolvido um sinal sonoro para avisar peões distraídos, ou invisuais, da passagem do silencioso automóvel elétrico. Este aviso está ativo a velocidades até 30 km/h; e alerta de colisão dianteira iminente a baixa velocidade, com travagem automática e alerta visual de LED.

Infoentretenimento e conectitividade

O novo Opel conta com um ecrã tátil de 10,2 polegadas. O sistema IntelliLink-e de informação e entretenimento permite a integração de ‘smartphones’ no sistema do automóvel, através do Apple CarPlay e do Android Auto. Estes dispositivos podem ser recarregados sem recurso a cabos. Funcionalidades como controlo por voz, interfaces USB e Bluetooth estão incluídas.

O IntelliLink-e está integrado com o sistema de apoio em viagem e em emergência Opel OnStar, o qual faculta um ‘hotspot’ Wi-Fi 4G/LTE que permite a ligação à internet dos dispositivos móveis de todos os ocupantes. Os utilizadores do Ampera-e podem recorrer a uma simples tecla do OnStar para entrar em contacto com um assistente que pode ajudar, por exemplo, com marcações de hotéis, com direções até um parque de estacionamento ou com indicações sobre o posto de recarregamento disponível mais próximo. De salientar ainda a nova aplicação myOpel. O utilizador pode comandar várias funções do Ampera-e à distância, a partir de um ‘smartphone’ ou ‘tablet’, tal como em qualquer outro modelo Opel equipado com OnStar.

André Duarte

 

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.