Grupo PSA conclui aquisição da Opel/Vauxhall

a carregar vídeo

Está confirmado. O Grupo PSA fechou a compra da Opel/Vauxhall, concluindo um processo que se iniciou em Março, num acordo que deverá originar sinergias de 1,7 mil milhões de euros. Com a aquisição da Opel e da Vauxhall, o Grupo PSA tornou-se no segundo maior fabricante europeu de automóveis. Será apresentado um plano estratégico dentro de 100 dias.

O Grupo PSA – Peugeot Citröen – liderado pelo português Carlos Tavares, concluiu hoje a aquisição da Opel/Vauxhall, depois de receber luz verde da UE, num negócio que motivou diferentes reações. Estima-se que o conglomerado gere sinergias de 1,7 mil milhões de euros por ano a médio-prazo. O Grupo PSA tornou-se no segundo maior fabricante europeu de automóveis, apenas atrás do Grupo Volkswagen, com uma quota de mercado de 17%

 

“A partir de agora, com cinco marcas automóveis complementares e bem posicionadas”, o Grupo PSA revela a intenção em “fortalecer a sua presença nos principais mercados europeus”, e aproveitar a “ampliação da sua base” para crescer, referiu em comunicado o Grupo francês. “Vamos aproveitar a oportunidade de nos apoiarmos mutuamente e conquistar novos clientes, através da implementação do plano de performance que a Opel e a Vauxhall irão desenvolver”, disse o português Carlos Tavares.

Do outro lado, o presidente executivo da Opel, Michael Lohscheller sublinha o objetivo de regressar aos lucros até 2020: “Estamos orgulhosos de integrar o Grupo PSA. Inauguramos um novo capítulo da nossa história, depois de 88 anos com a GM”, refere o responsável máximo da marca do raio, adiantando que “vamos continuar a produzir tecnologia alemã acessível a todos. A junção das nossas forças permitirá tornar a Opel e a Vauxhall lucrativas, dotadas de fundos próprios. Traçámos para nós próprios o objectivo claro de voltar aos lucros em 2020”.

Dentro de 100 dias será apresentado um plano estratégico definido pelo Grupo, agora aumentado, num negócio que rondou os 2,2 mil milhões de euros. A Opel/Vauxhall pertencia anteriormente ao grupo General Motors. A colaboração entre as marcas começou em 2012 e dai surgiram frutos como o Opel Crossland X e o Grandland X

Esta é mais uma investida do Grupo PSA no mercado automóvel, esperando-se mais iniciativas do conglomerado francês num futuro próximo.