MotoGP: A emocionante despedida do irmão de Nicky Hayden

Através da sua conta oficial no Instagram um dos irmãos de Nicky Hayden, Roger Lee, deixou um texto emocionado sobre o seu irmão, que ontem faleceu após não ter resistido aos ferimentos na sequência de um atropelamento de um automóvel, enquanto treinava de bicicleta na região de Rimini (Itália).

“Nicky meu irmão, a nossa história não era suposto terminar desta forma. Foste campeão do mundo por uma razão. Nunca conheci ninguém com tanto desejo de competir no motociclismo como tu. Lembro-me de crescer contigo e termos apenas 12/13 anos de idade, mas tu já estudavas, no quarto que partilhávamos, os dados sobre a próxima corrida que terias. Nunca esquecerei a manhã a seguir a teres conquistado o título em MotoGP, onde me acordaste para irmos correr. Atitudes dessas é que te separavam dos restos dos pilotos e faziam de ti uma lenda.

Fizeste com que nós fossemos melhor, pois quando não estavas presente estávamos a andar de moto ou bicicleta para que quando chegasses a desvantagem em relação a ti fosse menor. Levaste-me ao máximo, mas mais importante sempre relembrarei o irmão que eras. És uma lenda enquanto piloto e irmão. Estiveste sempre ao meu lado independentemente como estivesse a tua vida. Querias sempre ajudar. Estou orgulhoso de que nos últimos anos tenhas conseguido ver-me ao meu melhor nível não só em competição, mas também nos restantes aspectos.

Poderia questionar-me todos os dias porque aconteceu isto, mas prefiro agradecer o facto de ter tido um irmão como tu durante 33 anos. Não te preocupes com as tuas sobrinhas. Não terão namorados até entrar na faculdade e ensinarei aos sobrinhos o que é preciso para ser um campeão independentemente da atividade profissional que venham a escolher.

Esta fotografia é especial para mim porque depois de algum azar e de parecer que o título estava perdido, no final abracei-te e disse-te que este continuava a ser o teu ano. E essa foi a primeira coisa que me disseste quanto estavas no pódio.

Mesmo durante este período difícil nunca perdi a minha esperança. Se Deus trouxe-te até aqui, agora também te guiará até que voltemos a competir em conjunto. Amo-te!”