Nissan Qashqai: Líder do segmento renova-se

Criador do conceito crossover, a segunda geração do Nissan Qashqai agora renovada, continua a liderar as vendas do seu segmento apesar da forte concorrência, nomeadamente do bem-sucedido Peugeot 3008.

Entre as principais mudanças destacamos, um visual mais atual, novas ajudas à condução, um novo nível de equipamento (Tekna Premium), um interior com algumas diferenças e alterações estruturais, nomeadamente ao nível da suspensão.

Do ponto de vista visual a alteração mais significativa encontra-se à frente onde o para-choques, o capot e o desenho dos faróis são novos, podendo estes contemplar a iluminação adaptativa. Também a parte traseira do Nissan Qashqai sofreu alterações com a mudança do desenho do para-choques e dos farolins.

No habitáculo as modificações são mais pequenas e resumem-se a um volante com a parte inferior achatada (estreado no novo Micra), um pormenor que acompanha a moda e facilita o acesso, enquanto os bancos são agora mais ergonómicos. Ao nível do equipamento o sistema multimédia Nissan Connect possui agora uma interface atualizada, ainda que muito parecida com o anterior modelo. No sistema áudio o cliente pode agora optar por ter um equipamento da BOSE com sete altifalantes.

O novo nível de equipamento (Teckna Premium) para o Nissan Qashqai é o mais completo da gama e inclui de série bancos em pele com regulação elétrica e memória, teto panorâmico, para-brisas dianteiro aquecido, entre outros equipamentos.

Como no modelo anterior, o “novo” Nissan Qashqai continua a oferecer de série o “controlo ativo do chassis” que entre outras ajudas ativas inclui o controlo inteligente do estado do piso e o controlo inteligente da trajetória que atua antes da intervenção do controlo de estabilidade. No caso da tração às quatro rodas (apenas disponível na versão 1.6 DCi de 130 CV)) há ainda o travão motor ativo que reduz a velocidade quando enfrentamos descidas mais acentuadas.

No domínio das ajudas à condução a novidade mais importante é introdução do ProPILOT que atuando sobre a direção permite manter automaticamente a trajetória (uma contribuição importante para uma condução mais autónoma), prevista para Março de 2018. Outra ajuda relevante é a o cruise control ativo que funciona quer em estrada quer fora de estrada.

A suspensão que mantém níveis de conforto muito acima da média tem agora uma relação mola/amortecedor mais firme e uma barra estabilizadora dianteira mais grossa, duas alterações que permite alcançar uma maior agilidade nos trajetos mais sinuosos e melhorar a dinâmica em curva. Ao contrário do que aconteciam, com a anterior geração, o novo Qasqhai, só terá jantes a partir de 17”, uma opção que beneficia, não só o aspeto visual, como a segurança e o conforto.

Embora mantenha as mesmas motorizações, o nosso destaque vai para os motores 1.2 DIG-T a gasolina de 115 CV e para o 1.6 Dci a gasóleo de 130 CV. Com 5 níveis de equipamento, a nova geração do Qasqhai chega ao mercado em Julho, com preços que vão desde os 25 950 euros para a versão 1.2 DIG-T Acenta, até aos 40 800 euros para a versão 1.6 DCi de 130 CV Teckna Premium com tração às 4 rodas, passando pela versão 1.5 DCi de 110 CV cuja versão mais barata (Acenta) custa 28 850 euros.