Vidros de janelas já podem funcionar como painéis solares

A procura por eficiência energética e pelo aproveitamento da luz solar deu origem a um novo tipo de tecnologia, que poderá utilizar as janelas para transformar luz em energia eléctrica, para aparelhos de dimensões reduzidas, incluindo telemóveis. Embora esta tecnologia tenha sido desenvolvida para uso caseiro, não há motivo para não ser utilizada também em vidros para aplicações automóveis.

Este sistema é composto por células fotovoltaicas de pequenas dimensões, instaladas nas bordas das janelas. Desenvolvido por uma start-up holandesa, a Physee, o sistema chama-se PowerWindows e é motivado pela necessidade de maximizar a área dos edifícios usada para produção de energia. Ferdinand Grapperhaus, criador das PowerWindows, quer tornar os edifícios neutros em termos de produção e consumo. O primeiro sistema, de 30 metros quadrados, foi montado numa instituição bancária, mas em breve um edifício será coberto por 1800 m2 destas janelas especiais.

Nesta fase, as PowerWindows não produzem muita energia, um máximo de 10 watts cada janela, o que é suficiente para carregar dois telemóveis durante o dia. A futura evolução promete ser três vezes mais eficiente, em que o vidro vai ter uma superfície capaz de converter a luz solar em infravermelho, antes de ser enviada para as células. Grapprehaus gostaria de ver todas as janelas com o seu sistema, e isso poderia incluir aplicações automáticas, reduzindo o uso de energia por parte dos sistemas elétricos, como rádio ou ar condicionado.