Este Porsche 356 vai voltar à estrada 42 anos depois

Por vezes descobrem-se automóveis com histórias fascinantes que acabam por cair no esquecimento. Alguns servem apenas para ficar expostos num museu, como o Bugatti Type 22 que passou 75 anos submerso num lago, ou a colecção de clássicos da Renault que estava esquecida num armazém desde 1980. Este carro que lhe apresentamos de seguida, e que será brevemente levado a leilão, precisa de voltar para a estrada o mais rapidamente possível!

Trata-se de um Porsche 356 A Super Speedster que foi guardado numa garagem durante 42 dos seus 58 anos de vida.

À primeira vista, as fotos não revelam um bom estado de conservação, na verdade os estofos estão rasgados e a pintura, outrora bonita, encontra-se deteriorada, mas há uma explicação. Apesar de estar neste estado, este automóvel está avaliado entre os 200.000 e 275.000 dólares pela leiloeira Gooding & Company.

Em Junho de 1948, nasceu o primeiro Porsche de estrada, que tinha quase todos os seus elementos emprestados do Volkswagen Beetle. Os primeiros protótipos (356/001) foram produzidos nas instalações de uma antiga serraria na cidade austríaca de Gmünd, com um chassis tubular montado no conhecido motor boxer de 4 cilindros, refrigerado a ar, de 1.131 cc na posição central com a transmissão na parte posterior.

O primeiro Porsche 356 A foi apresentado no Salão de Frankfurt de 1955 e tratava-se unicamente de uma simples evolução do modelo precedente. Apesar de ainda se utilizar o propulsor anterior (em versões 1300 e 1300 S até 1957 quando se retirou da circulação) adoptou-se um motor de maior cilindrada, chegando aos 1.582 cm3 , capaz de oferecer um ligeiro aumento de potência (60 cv em 1600 e 75 cv em 1600 S). Também foi instalado um radiador de óleo de maior tamanho, modificaram-se os freios traseiros, acrescentou-se um amortecedor de direcção e, finalmente, substituiu-se a caixa de velocidades, herdada pelo Volkswagen Beetle, por uma nova realizada por ZF.

Segundo os registos da fábrica Porsche, este Speedster foi concluído no 13 de Dezembro de 1957. O seu segundo proprietário conhecido foi B. Mitchel Reed, um famoso DJ de Los Angels, que desfrutou durante alguns anos até em 1970 ter sido comprado pelo seu actual proprietário. Este último resistiu, intencionalmente, em restaurar o corpo deste carro, considerando que poderia torná-lo menos tentador para os ladrões.

Ainda assim, o veículo conseguiu despertar tanto a atenção dos entusiastas que regularmente perguntavam se o Speedster estava à venda. Depois de retirar o combustível e a bateria, o proprietário colocou-o numa garagem em 1974. Ali ficou durante o seguinte quarto de século. Mudou-se no ano de 2000, levando o Porsche com ele e, mais uma vez, colocou-o na sua garagem até que em 2016, finalmente, decidiu leiloá-lo.

Certamente que todos esperamos que o próximo proprietário não o volte a colocar numa garagem!

Fonte: Noticias Coches