Mercedes F1: Receita pensada para manter os títulos de Fórmula 1

Depois das primeiras imagens que foram chegado ao longo da manhã da pista de Silverstone, a nova máquina da Mercedes foi oficialmente apresentada.

Ao contrário do que se esperava, o W09 não apresenta alterações profundas em relação ao carro do ano passado. A equipa disse no final de 2017 que ponderava usar um conceito diferente para evitar o comportamento de “diva”, em certas pistas, mas à primeira vista o carro apresenta muitas semelhanças com o do ano passado.

Toto Wolf espera grande concorrência por parte da Red Bull, que já apresentou o seu RB14 e especialmente da Ferrari, que no ano passado se apresentou muito forte e este ano promete mais do mesmo.

A primeira saída para a pista não correu da melhor forma e Valtteri Bottas teve de parar o carro logo à saída da box, com um problema rapidamente resolvido.

Lewis Hamilton reforçou a sua vontade de permanecer na equipa e acredita que o acordo para a renovação será resolvida em breve, provavelmente antes da primeira corrida do ano: ” Toto sabe que eu sei que não um sitio melhor para estar. As negociações decorrem de forma calma e não estou à procura de outras soluções, pois se fosse caso disso teria avisado a equipa. “ Hamilton afirmou que o carro deste ano é uma evolução da máquina de 2017 e que esta versão está mais refinada, tendo melhorado um carro que já era fantástico mas que tinha ainda potencial para ser melhorado.

Para Bottas, 2017 foi um ano de aprendizagem e espera que este ano seja melhor, colocando em prática tudo o que aprendeu. O finlandês foi o primeiro a conduzir o carro e está entusiasmado para o que aí vem, esperando ser mais regular e mais competitivo do que no ano passado.

Quanto ao Halo, Hamilton mudou radicalmente o seu discurso em relação ao novo sistema de segurança, admitindo que sente que é ainda algo estranho, mas que acredita que daqui por seis meses a prespetiva das pessoas será diferente. No passado o britânico adjectivou o Halo de horrível e se pudesse ter opção de correr sem ele que não hesitaria em faze-lo.

A equipa irá colocar o carro em pista uma segunda vez, já com Hamilton ao volante, no que se chama um “dia de filmagens” onde as equipas podem fazer até 100Km , o que normalmente é usado para fazer um “shakedown” das novas máquinas.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.