A polícia da cidade de Tempe, no estado americano do Colorado, tornou público o vídeo do momento em que um veículo autónomo em testes ao serviço da Uber colide com uma mulher, causando-lhe a morte em virtude dos ferimentos daí resultantes. O vídeo, embora não seja muito gráfico, não deve ser visto por pessoas facilmente impressionáveis.

Aquela que é a primeira morte relacionada de forma direta com um carro autónomo está a levantar muitas interrogações nos Estados Unidos da América (EUA), mas também noutros países. As investigações prosseguem neste caso, com as autoridades a revelarem mais detalhes.

De acordo com uma entrevista concedida por Sylvia Moir, da polícia local, ao San Francisco Chronicle, o acidente poderia ser inevitável, mesmo para um condutor humano, atendendo ao facto de ter ocorrido num local de fraca visibilidade e com a mulher, que atravessava a estrada empurrando uma bicicleta, a fazê-lo fora da passadeira.

Moir confirmou que as câmaras do carro foram analisadas e que a vítima, de 49 anos, desviou-se de repente para a estrada e que “seria muito difícil para o condutor evitar a colisão, tanto em modo autónomo como normal, tendo em conta a forma como a vítima apareceu das sombras para a estrada”.

a carregar vídeo

No vídeo são descritos dois momentos do acidente a partir de câmaras montadas no Volvo XC90, o primeiro mostrando a visão do exterior, cortando-se a gravação no preciso momento do embate, e o segundo, registando o interior do veículo e, sendo possível ver que o condutor ‘de reserva’ também se mostrou surpreendido pelo ocorrido, mesmo que nos momentos anteriores tenha demonstrado relativamente pouca atenção.