BMW R nineT Urban G/S: Quem tem saudades do Dakar em África?

A BMW pelos vistos tem. Ao juntar à bem sucedida gama RnineT este novo modelo UrbanG/S está, claramente, a piscar o olho à icónica R80G/S do início dos anos 1980. Modelo que pode ser considerado o avô da família GS e foi, particularmente, feliz na década de 80, tendo ganho o Paris-Dakar quatro vezes, duas delas pelas mãos de Hubert Auriol. O piloto viria a ganhar a competição mais uma vez, na categoria automóvel, antes de se tornar diretor da prova em 1995.

Seguindo a recente tendência revivalista, a BMW concebeu uma moto muito mais próxima da R80 G/S original, do que a atual R1200GS, que seria a herdeira natural do conceito de moto de aventura criado na década de 1980. Evoluiu para uma máquina com um nível de sofisticação, que passados 37 anos está a anos-luz da original.

A Urban G/S é uma moto que nos quer conquistar logo ao primeiro olhar. Estamos perante um modelo que na sua versão base disponibiliza o motor boxer, suspensões, conta-quilómetros, travões e depósito de combustível já conhecidos no modelo Scrambler. As novidades são o banco vermelho, o pequeno deflector de vento no farol, a ponteira de escape e o guarda-lamas dianteiro elevado. É pena que as jantes de raios sejam opcionais porque são uma parte inseparável do apelo da R80 G/S original.

Em andamento, somos convidados a focarmo-nos na condução sem distrações, não há menus de configuração, nem funções para escolher. O motor boxer é bastante elástico e sempre muito disponível. A afinação das suspensões adiciona algum conforto face à Scrambler, mas em viagens longas era bom que existisse um banco mais confortável como opção. Os travões são competentes, temos ABS de origem, mas o controlo de estabilidade é opcional.

Não será a falta da sofisticação presente na gama GS que vai impedir de nos aventurarmos pelo norte de África com esta R nineT Urban G/S, se quisermos sentir um cheirinho da mítica prova Paris-Dakar. Nas estradas e pistas de Marrocos vêem-se frequentemente motos menos qualificadas, sem grandes percalços. Com este modelo a única preocupação é saber quantos quilómetros são até à próxima estação de serviço?

Neste ensaio, o capacete usado foi um Nexx X.G100 Purist.

Mais: apelo retro, conforto em cidade, simplicidade, elasticidade do motor, podemos optar por pneus de tacos sem custo adicional.

Menos: vibração, jantes de raios opcionais.

Ficha técnica:

Preço: a partir de 14.100 euros
Motor: Boxer com 1170cc
Caixa de 6 velocidades
Potência: 110cv
ABS
Peso: 209kg

Opcionais:
Colectores de escape cromados: 95 euros
Punhos aquecidos: 225 euros
Pisca de led: 125 euros
ASC: 340 euros
Jantes de raios: 420 euros

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.