GP França: Marc Márquez vence com autoridade

Sendo o único piloto da grelha do GP de França em MotoGP que escolheu um pneu duro na traseira, Marc Márquez manteve sempre excelentes condições de aderência e conseguiu mesmo ir melhorando os seus tempos à medida que a corrida ia avançando. Situação contrária à dos seus mais diretos adversários que foram sofrendo problemas de pneus e não conseguiram aguentar o ritmo.

Em termos de campeonato Marquez reforça fortemente a sua liderança, beneficiando da queda de Johann Zarco que não pontuou e da modesta 7ª posição de Mavericks Viñales que era o anterior 3º classificado.

Marc Márquez chegou aos comandos da corrida na 10ª volta, após um início cauteloso em que os seus adversários Jorge Lorenzo e Johann Zarco saltaram para a frente. Andrea Iannone que arrancara muitíssimo bem cai ainda na primeira volta que termina com Lorenzo na frente, seguido de Zarco, Dovizioso, Petrucci, Marques (apenas em 5º), e depois Rossi, Miller, Rins, Pedrosa e Rabat a fechar o top10.

No decorrer da 2ª volta Zarco ataca Lorenzo sem sucesso e acaba por ser altamente pressionado e ultrapassado por Dovizioso, que conquista a segunda posição da corrida. As 2 Ducati oficiais estão agora nas 2 primeiras posições, com Zarco muito perto e Marquez a passar calmamente à 4ª posição. Sente-se que Marquez está com ritmo forte, mas sem pressa de chegar à liderança.

À 4ª volta, Dovizioso ataca Jorge Lorenzo que ultrapassa, mas logo na curva seguinte perde a frente e cai.

Lorenzo recupera a liderança mas já tem Zarco e Marquez bem coladinhos na sua traseira. Uns metros mais atrás vêm Petrucci, Rossi e Miller.

À 7ª volta Marc Marquez ultrapassa Zarco, mas este consegue responder e recuperar a sua segunda posição logo no final da reta da meta no início da 8.ª volta.

No entanto um pouco mais à frente na curva 8, Johann Zarco perde a frente e cai perante o seu público que leva as mãos à cabeça.

Johann Zarco, a “jogar em casa” demonstrara um excelente nível competitivo ao longo de todo o fim de semana, obtendo mesmo a pole position na qualificação e perdeu aqui um importante oportunidade de poder reforçar o seu segundo lugar do campeonato.

Lorenzo, entretanto, mantinha-se firme na liderança apesar da pressão cada vez mais forte de Marc Márquez.

Com calma, Márquez esperou pelo momento ideal que surgiu na 10.ª volta, e sem hesitações concretizou a ultrapassagem que o colocou na liderança da corrida.

Daí para a frente, a liderança de Márquez foi-se reforçando volta a volta, assim como a degradação da corrida de Jorge Lorenzo.