É perfeitamente normal ver as marcas a criarem automóveis novos para mercados onde antes não estavam presentes. Afinal, é preciso onde estão os clientes, e se as preferências destes mudam, as marcas têm que mudar com eles. Há 10 anos, poucas marcas tinham um SUV, hoje quem não as tem são exceções. Mas existem carros que não chamaram a atenção do público, por vários motivos. Foram erros de casting, que custaram às marcas em recursos e imagem.

Entrar em segmentos como os automóveis desportivos de grande turismo, as berlinas de luxo, ou mesmo nos citadinos, não é fácil se uma marca não está habituada a concorrer nesse segmento. Mesmo quando faz parte de um grupo grande onde as marcas irmãs têm sucesso nessas mesmas áreas. Outros carros falharam por não especificarem bem a que tipo de público se dirigiam. Em termos de vendas, o sucesso é considerado variável. Alguns até venderam bem, mas não o suficiente para justificar a presença nesse mercado.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.