Um incidente com um AutoPilot da Tesla levou um condutor a ser banido na estrada no Reino Unido. Bhavesh Patel resolveu fazer uma experiência com o sistema e deixar o carro a andar sozinho na auto-estrada. Mas foi mais além de tirar as mãos do volante, pois logo a seguir passou para o banco do passageiro.

Quem não achou piada foi a polícia de Herfordshire, que teve acesso a um vídeo feito de outro carro, conseguindo assim identificar o condutor e levá-lo a tribunal. Patel foi acusado de condução perigosa, tendo sido notado que não só tinha saído do volante a uma velocidade de 60 km/h, como estava ainda recostado com as mãos por trás da cabeça.

Um ano depois, o condutor do Tesla acabou por declarar-se culpado e o tribunal retirou-lhe a carta de condução por um período de 18 meses, aplicando uma sentença de 100 dias de serviço comunitário. Embora tenha-se considerado culpado, Patel afirmou que não considerou a sua ação perigosa, e que muita gente faz o mesmo com o Tesla. Mas é preciso notar que o AutoPilot não é um piloto automático, e sim um programa de assistência de condução, nunca podendo substituir-se ao ser humano ao volante.