Rali da Grã-Bretanha: Elfyn Evans lidera com domínio total M-Sport

Ciente que tem de ganhar o Rali da Grã-Bretanha se ainda pretende ter uma palavra a dizer nas contas do campeonato, Thierry Neuville realizou um excelente tempo nos 35.14 Km de Hafren 2, vencendo a especial, mas mesmo assim só ganhou 0.8s a Elfyn Evans que realizou um soberbo dia de rali, muito por causa da quase perfeita adaptação dos pneus DMack aos exigentes troços da prova galesa.

Tal como já aconteceu na Argentina, a DMack não tem (nem de perto) os mesmos meios para desenvolver pneus como tem a francesa Michelin, que equipa os restantes carros do WRC, mas quando o piso do rali é o mais adequado aos seus pneus estes em nada ficam a dever aos Michelin, bem antes pelo contrário e isso está a fazer uma diferença grande nesta prova, o que aliado à pilotagem de Evans e ao seu bom conhecimento das zonas onde se disputam os troços desta prova, isso tudo junto permite-lhe liderar o rali, e logo com uma vantagem de 24.6s ao cabo do segundo dia de prova. Não sendo uma vantagem decisiva, é importante…

Thierry Neuville venceu a especial e com isso subiu ao quarto lugar da geral, passando duma assentada de sétimo para quarto, colocando-se a 10.3s de Ogier. Se não tem sido penalizado no início do dia, estaria a a 0.3s do francês: “Queremos estar na luta, temos velocidade, mas o tempo que perdemos tem sido difícil de recuperar” disse. Mas com este tempo, colocou-se nessa luta, ainda que não lhe vá ser fácil recurar quase quarenta segundos…

Ott Tanak foi quarto na especial e termina o dia a 24.6s de Evans, mas agora tem Ogier apenas a 2.2s: “Falta-nos equilíbrio no carro, tem a ver com os diferenciais. É frustrante porque percebemos logo como estamos a perder tempo…”

Sébastien Ogier foi terceiro na especial, e ‘roubou’ 1.7s a Tanak, perdendo, no entanto, mais 6.8s para Evans. Quanto a Kris Meeke, perdeu 17.1s só neste troço e termina o dia a 42.0s da frente: “Estou globalmente satisfeito com o meu dia, não podia ter feito muito mais. Amanhã será mais equilibrado, tendo em conta como se prevê estarem os troços”

Jari Matti Latvala também perdeu mais 12.7s nesta especial, mas ainda assim termina o dia em quinto a 41.9s de Evans: “Não pude fazer mais, não tenho tração, não consigo ter aderência para além de que o carro está a fugir muito de frente” disse Latvala. Craig Breen parou neste troço.