Kawasaki Z650 de 2017 – Ágil, leve e bela, uma séria herdeira da sigla Z

Na opinião da Kawasaki os clientes de motos desportivas são totalmente distintos daqueles que preferem uma “Naked”. Por isso a marca tem desenvolvido modelos exclusivos para este importante segmento de mercado, que tem vindo a crescer de forma exponencial. A Kawasaki tem agora no segmento de média cilindrada duas novas Zs, a Z900 da qual temos vindo a falar e a nova Z650 que iremos abordar.

A nova Z650 partilha praticamente o mesmo motor bi-cilíndrico da Ninja 650 do ano passado, com 649cc e 68cv às 8.000rpm, com o mesmo quadro de treliça que a Ninja 650 de 2017, está preparadíssima para disputar mercado e bater-se com as Yamaha MT07 e Suzuki SV650.

Aquilo que de imediato salta à vista quer no aspecto estético é de facto o novo quadro em treliça mas a sua função não é apenas estética pois o seu desenho e geometria permite reforçar a sua estrutura ao mesmo tempo que reduz peso. Para além do mais acaba também por manter um ar de família relacionado com a sua irmã mais potente a fantástica H2 e H2R, que utilizam precisamente a mesma tecnologia a nível do quadro e pelas mesmas razões, maior resistência estrutural e menos peso. cw1116-2017-kawasaki-z650-first-ride-review-image-040

Um dos aspectos que a Kawasaki fez questão de se afirmar na sua Z650 foi no cuidado que teve nos pormenores e acabamentos, tudo de altíssima qualidade e de um design que resulta bastante apelativo.

A suspensão é uma KYB de 41mm não ajustável, com um amortecedor traseiro também KYB apenas ajustável na pré-carga e os travões dianteiros montam discos de 300 mm com pinças Nissin de 2 êmbolos.

O braço oscilante é novo e mais leve, assim como o escape, que se mantém do ponto de vista estético bem integrado, não tendo a Kawasaki sacrificado a sua dimensão e design às exigências dos novos standards quanto a emissões Euro4.

A Z650 monta também uma embraiagem assistida e deslizante , um painel de informação novo de desenho e estilo muito apelativo, com informação inclusivamente da mudança engrenada.

O banco numa posição não muito alta, a facilitar a utilização de condutores de estatura mais baixa e numa relação equilibrada entre uma condução desportiva e o conforto, com um guiador numa posição bastante recuada que permite uma posição do condutor mais descontraída e sem peso nos braços ou nos pulsos.

A Kawasaki Z650 monta agora corpos Keihin de injecção de 36mm com uma melhora de resposta e no desempenho geral do seu motor bi-cilíndrico. A Z650 é uma moto ágil, leve e atraente para o qual contribui o seu novo quadro em treliça e todo uma ciclística muito equilibrada fruto da experiência anterior da Kawasaki com as suas naked Z750, Z800 e Z1000.

CARACTERÍSTICAS

MOTOR

Tipo de motor Bicílindrico, paralelo com refrigeração líquida
Cilindrada 649 cm³
Diâmetro x curso 83 x 60 mm
Rácio de compressão 10.8:1
Sistema de válvulas DOHC, 8 válvulas
Admissão Injeção de combustível: Ø 36 mm x 2 com válvulas duplas
Sistema de arranque Elétrico
Lubrificação Lubrificação forçada, cárter semi húmido

PERFORMANCE
Potência máxima 50.2 kW {68 PS} / 8,000 rpm
Binário máximo 65.7 N•m {6.7 kgf•m} / 6,500 rpm
Consumo 4.3 l/100 km
Emissões CO2 103 g/km
Transmissão 6 velocidades
Transmissão final Corrente selada
Embraiagem Húmida multidisco, manual

CICLÍSTICA
Tipo de quadro Treliça, aço de alta resistência
Travões dianteiros Duplo disco de 300mm. Duas pinças de 2 êmbolos
Travões traseiros Disco de 220mm em forma de pétala. Pinça de 1 êmbolo
Suspensão dianteira Suspensão telescópica de 41 mm
Suspensão traseira Back-link horizontal, com afinação de pré-carga

DIMENSÕES
Rasto 100 mm
Curso da roda dianteira 125 mm
Curso da roda traseira 130 mm
Pneu dianteiro 120/70ZR17M/C (58W)
Pneu traseiro 160/60ZR17M/C (69W)
C x L x A 2,055 x 775 x 1,080 mm
Base da roda 1,410 mm
Distância ao solo 130 mm
Altura do assento 790 mm
Capacidade depósito 15 litros
Peso 187 Kg
PVP 6.990€

Pedro Rocha/Motosport

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.