Valentino Rossi: “A saída de Lorenzo e os problemas da Yamaha foram coincidência”

A temporada da Yamaha em 2017 ficou claramente aquém das expectativas, nomeadamente com uma segunda metade de ano onde os resultados ficaram muito longe do esperado. Curiosamente este cenário deu-se no ano em que Jorge Lorenzo deixou a equipa nipónica para rumar à Ducati. Porém à semelhança do chefe de equipa, Lin Jarvis, também Valentino Rossi acredita que tudo “não passou de uma coincidência”.
“O ano passado, em Valência, o Jorge deixou a Ducati no domingo, a seguir do GP da Comunidade Valenciana, e logo na terça-feira rodei com a nova moto. Aí disse a Lorenzo que pensava que esta moto não se adaptava a mim. Contudo o Maverick Viñales foi muito rápido. Talvez se o Jorge tivesse tripulado a moto a opinião seria igual à minha. Penso que o ‘pecado capital’ foi o facto da moto ter sido concebida para resolver problemas que não conseguiu”: