A edição especial do Ford Mustang Bullit de Steve McQueen

O modelo presta tributo a um dos momentos que mais marcou a sua história, e que foi a mítica perseguição pelas ruas de San Francisco com Steve McQueen ao volante. O Ford Mustang Bullit regressa como uma edição especial e encontra-se com o antepassado que esteve desaparecido durante 50 anos.

O filme Bullit, com Steve McQueen como protagonista, é uma das obras que fica para a história. Considerado como a mais espetacular cena automóvel dos anos 60, e também aquela que estabeleceu os cânones para uma verdadeira perseguição a alta velocidade na sétima arte, ele tem como momento alto os loucos dez minutos em que o herói persegue a toda a velocidade pelas ruas de São Francisco dois assassinos profissionais. O carro utilizado era um Mustang, e esse momento é agora celebrado através de uma edição especial para o mítico modelo americano.

O mais espetacular da revelação do Ford Mustang Bullit reside precisamente no encontro com a história, já que a sua revelação, no Salão de Detroit, serve para o reencontro com o seu antepassado. No filme Bullit foram utilizados dois exemplares, um deles conduzido por McQeen. O outro foi utilizado nas acrobacias do filme e posteriormente enviado para a sucata, ressurgindo em Baja no último ano. Mas o carro do herói tinha desaparecido após ter sido vendido pela Warner Bros no final das gravações. Agora foi descoberto e volta agora à ribalta após 50 anos, partilhando o palco do Salão de Detroit com a nova série especial que lhe presta tributo.

A assinalar esse momento, Molly McQueen, neta do mítico ator, surge agora no filme de apresentação do Ford Mustang Bullit. Nesta obra ela conduz o carro até ao evento realizado na Motor Town americana, aproveitando as elevadas performances para ganhar o corrida pelo último lugar no evento a um Dodge Charger.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.