Hidrogénio terá papel essencial na redução de CO2

Em associação com a Cimeira do COP23, os responsáveis pelo Conselho do Hidrogénio reuniram-se e apresentaram um estudo pioneiro que mostra que esta fonte de energia poderá, sozinha, ser responsável por um decréscimo de 20% nas emissões de dióxido de carbono até 2050.

Apesar de todos os constrangimentos que ainda enfrenta no sector automóvel, com as dúvidas relativas à segurança das pilhas de combustível e a escassez de postos de abastecimento, o hidrogénio tem vindo, através dos modelos FCV, a cotar-se cada vez mais como uma alternativa viável carros com motores de combustão. Agora um novo estudo veio demonstrar a viabilidade e impacto positivo que esta fonte de energia poderá ter a nível ambiental. A investigação foi apresentada na reunião do Conselho do Hidrogénio, que decorreu à margem da Cimeira do Ambiente COP23, e que mostrou que esta energia poderá representar, sozinha, 20% da descida das emissões de CO2 até 2050.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.