Mazda MX-5 Miata ganha músculo e não só

Ambiciosos planos da marca nipónica para melhorar o desempenho do Mazda MX-5 Miata. O fabricante aumentou a potência do bloco de 2.0 litros, dos 155 cv para os 182 cv. E não só.

Definido como um automóvel divertido de conduzir, o Mazda MX-5 Miata promete destacar-se também na potência, graças às alterações empreendidas pela marca. Desde logo, o cartão-de-visita é o aumento de potência do motor de 2.0l – dos 155 cv para os 182 cv – atingindo ainda um binário mais elevado, de 205Nm, face aos anteriores 201 Nm. A publicação japonesa Car Watch enfatiza as alterações que asseguram e complementam estes novos atributos.

As alterações na mecânica do Mazda MX-5 Miata passam pela inclusão de novos pistões, 27 gramas mais leves e as bielas pesam menos de 41 gramas. A borboleta de admissão tem agora um maior diâmetros, tal como as válvulas e os tubos do sistema de escape. Desta forma, o regime de rotações atinge um nível mais elevado – das 6.800 para as 7.500rpm. A lista de alterações contempla ainda a introdução de um volante bi-massa. Um volante que é, pela primeira vez no modelo, telescópico, permitindo um ajuste de 30mm e uma função de inclinação. Estas informações foram divulgadas pelo referido meio nipónico.

Quanto a datas de lançamento e em que mercados este Mazda MX-5 Miata será comercializado ainda não existem informações.

Miguel Policarpo/Turbo