Novos Mercedes-benz C Coupé e C Cabrio aceleram para Nova Iorque

O Salão Automóvel da ‘Big Apple’, que abre portas na próxima semana, será o palco para a apresentação das novas versões de duas portas do Classe C. Além da chegada dos microhíbridos com sistema de 48 volts, que recorrem à tecnologia EQ Boost, o destaque nos novos Mercedes C Coupé e Mercedes C Cabrio vai para as versões desportivas AMG C43, agora com 390cv.

Após a limousine e a station, a renovada família “Classe C” fica completa com a chegada dos novos Mercedes C Coupé e Mercedes C Cabrio. Os dois modelos serão apresentados no Salão de Nova Iorque, que abre portas no final de março, e entram depois em comercialização no próximo mês de julho. Além da atualização estética e nas tecnologias, merecem destaque as novidades na gama composta por três motorizações, já que passa a surgir o sistema microhíbrido EQ Boost e o poderoso AMG C43 aumenta o seu nível de potência.

MERCEDES C COUPÉ E MERCEDES C CABRIO

As alterações no design dos modelos são visíveis especialmente nas duas extremidades e visam reforçar o lado desportivo destas versões, com a imagem dianteira a receber também um novo desenho para a iluminação LED High Performance (opcionalmente existem os Multibeam LED com High Range). No exterior surgem também agora nos jantes e ainda foi reforçado o portefólio de cores para a pintura dos Mercedes C Coupé e Mercedes C Cabrio.

A bordo foi a atmosfera acolhedora que a marca optou por destacar, algo alcançado com a iluminação ambiente que tem 64 cores e ainda o controlo de conforto “Energizing”. Existindo mais possibilidades de personalização, com um lote de escolhas que inclui opções como a madeira porosa, o lado tecnológico sai também reforçado graças à combinação entre a nova geração de volantes com comandos táteis e a digitalização das informações com ecrãs de 31,2 cm (12,3”) para a instrumentação e de 26cm (10.25”) para o infoentretenimento.

A mecânica dos novos Mercedes CCoupé e Mercedes CCabrio conta, nesta fase, com três motores. Eles são o poderoso V6 do desportivo AMGC43 (especificado mais abaixo), a que se juntam um gasolina e um diesel. O C220d aumentou a potência em 24cv, para um total de 194cv (o binário máximo ascende aos 400Nm), mas a maior novidade é o C200. O modelo, também disponível com tração integral 4MATIC, é um microhíbrido graças à inclusão do sistema elétrico de 48 volts que alimenta o motor de arranque/alternador elétrico. Esta tecnologia, que a marca designa como EQBoost, permite juntar aos 184cv e 280Nm do motor 1.5L uma dose “extra” em aceleração que será de 14cv e 160Nm, um apoio extremamente importante até ao momento em que o turbo passa a trabalhar com todo o seu fulgor. Alimentando as baterias com energia obtida nas desacelerações, esta motorização contempla ainda outras inovações como o revestimento dos cilindros CONICSHAPE (utilizada, por exemplo, no novo Classe A) e a utilização de filtros de partículas em motores a gasolina.

Existem ainda outros destaques na mecânica dos Mercedes CCoupé e CCabrio, com destaque para a suspensão DynamicBodyControl com amortecimento variável a três níveis (Sport, Sport+ e Comfort) e a direção mais desportiva Direct-Steer, enquanto em opção encontramos a suspensão pneumática Air BodyControl. A experiência de condução é facilitada, e a segurança reforçada, através dos diversos apoios trazidos do Classe S. É o caso do ActiveDistanceControlDistronic e apoios à travagem de emergência ou mudança de faixa, bem como o ActiveBrake de série que ajuda a mitigar consequências ou evitar mesmo os acidentes, não apenas com outros automóveis mas igualmente com peões e ciclistas. Outra tecnologia em destaque nos novos Mercedes C Coupé e C Cabrio é o alerta antiroubo, que agora também consegue informar se um carro for atingido por outro quando está estacionado.

MERCEDES-AMG C43 CHEGA AOS NOVOS CABRIO E COUPÉ

O destaque na gama é claramente a chegada dos desportivos de duas portas com motor V6 biturbo de 3.0L. Através da introdução de turbos maiores e separados, foi possível aumentar a potência para os 390cv, enquanto o binário ascende aos 520Nm. Eles são canalizados através da transmissão AMG Speedshift TCT 9G para o sistema de tração integral “AMG Performance 4MATIC”. No caso do coupé, a aceleração até aos 100km/h é cumprida em 4,7 segundos, com o Cabrio a demorar mais uma décima de segundo. Ambos partilham, no entanto, a limitação eletrónica de velocidade aos 250 km/h.

O Dynamic Select permite optar entre cinco modos de condução, com as opções iniciais a serem o Sport, o Sport+ e o Comfort. Isto para quem não queria uma configuração mais personalizada, com o Individual, ou decida utilizar o modo Slippery quando encontra condições atmosféricas mais adversas. Além disso, existe ainda o botão “M” para que a caixa seja operada apenas com recurso às patilhas no volante.

Outros dos destaques para este modelo, com visual mais desportivo obtido pelos apêndices aerodinâmicos e desportivos na dianteira e retaguarda, é a utilização do volante e suspensão especificas da AMG e ainda o Track Pace (desvendado com o Mercedes-AMG GT de quatro portas) para potenciar as aventuras em pista.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.