A alternativa à bateria de lítio está novamente no horizonte com uma nova proposta, usando o magnésio como material primário. A ideia é proposta por uma equipa de químicos da Universidade A&M Texas, que pretende resolver o problema do consumo rápido de lítio encontrado na natureza para substituí-lo por um material mais comum, mas que tinha dificuldades no seu uso em baterias.

O magnésio já tinha sido proposto nos anos 90 para uso em baterias elétricas, mas havia um problema em encontrar um elétrodo positivo que pudesse usar os iões de magnésio. A equipa de investigadores da universidade americana acabou por encontrar a solução num material familiar, pentóxido de vanádio, que já era usado nas bateiras de lítio.

Este material permite libertar os iões de magnésio, que tinham tendência para ficarem “presos” facilmente, movendo-se com mais facilidade nos elétrodos, e abrindo o caminho para extrair o seu potencial energético. O magnésio deverá ser capaz de oferecer o dobro da energia que as baterias de lítio, usando a mesma quantidade de material.