No ano passado, a empresa que inventou bomba de gasolina teve direito a uma festa de centenário. Mas este ano, embora tenha iniciado o seu segundo século de existência, é muito pouco provável que esta peça de tecnologia possa completar esse período, já que todos os carros serão elétricos por essa altura. Quando é que a bomba de gasolina se vai tornar obsoleta? Ainda não sabemos, portanto ainda vale a pena recordar uma ferramenta usada por todas as pessoas que sabem conduzir.

Um dos homens que mais influência teve na indústria automóvel é Sylvanus F. Bowser, mas mesmo entre os entusiastas da história do automobilismo poucos serão capazes de o nomear. Bowser foi o inventor da bomba de gasolina, em 1917, através da sua empresa, a SF Bowser & Co., que tornou viável fazer viagens mais longas sem fazer desvios à procura de algum lugar que vendesse combustível.

Até 1905, gasolina e outros combustíveis eram vendidos por carvoeiros e madeireiros. Nesse ano, Bowser inventou um reservatório que tornava mais fácil aos (ainda poucos) condutores de automóveis parar em qualquer lado e reabastecer rapidamente. Em 1917, quando estabeleceu o quartel-general da sua empresa, em Fort Wayne, estes reservatórios já eram o centro do que passou a ser a estação de combustível, ao qual as pessoas se deslocavam essencialmente para encher o depósito do carro, mas podiam fazer outras tarefas de oficina, como verificar o nível do óleo ou encher os pneus.

O nome “bowser” chegou a ser usado nos Estados Unidos por qualquer tipo de bomba de líquidos, e a empresa fez fortuna com as suas patentes. No entanto, Sylvanus F. Bowser faleceu em 1938, e a sua Bowser & Co. ficou sedeada na avenida que agora tem o nome do inventor da bomba de gasolina. A empresa em si resistiu até aos anos 60, quando foi adquirida por um conglomerado, a Keene Corporation. Esta vendeu o negócio da Bowser em 1993, quando a empresa era conhecida como Enervac, que ainda existe hoje.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.