Sofrer de cegueira parcial ou total é algo que afeta mais de 26 milhões de pessoas na Europa e o número tem tendência para aumentar com o envelhecimento da população. Por isso, para melhorar a qualidade de vida com dificuldades visuais extremas, a eSight criou um aparelho eletrónico que essencialmente combina a função de câmara com a função de óculos, transmitindo informação dentro do ângulo do campo de visão funcional.

O sistema da eSight (baseada no Canadá, mas também com escritórios nos Estados Unidos e na Suíça) foi pensado para trabalhar sem mãos, transmitir informação visual de forma imediata e permitir a uma pessoa deslocar-se normalmente, sem necessidade de ajuda. Os óculos eletrónicos não só podem ser controlados para focar diretamente na direção que o utilizador deseja, como também tem um zoom de 24 vezes e pode tirar fotografias. Também pode ser ligado a um computador com um cabo HDMI, colocando o ecrã imediatamente à frente dos olhos.

A perda de visão causa problemas no acesso a serviços, oportunidades de emprego e informação em geral, já que a civilização moderna funciona principalmente através de estímulos visuais. A ACAPO (Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal) não tem números específicos sobre a quantidade de pessoas com cegueira parcial (existem 28 mil pessoas com perda de visão total) mas estima que 45 por cento dos portugueses com dificuldades visuais extremas estão desempregados.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.