Para serem autorizados a circular na estrada sem intervenção humana, os automóveis autónomos vão necessitar de poder identificar e reconhecer qualquer caminho e qualquer forma de obstáculo. Isso inclui veículos em trânsito cruzados, desvios, automóveis estacionados, ciclistas e pessoas a atravessar a rua. E para isso vão necessitar de combinar vários sistemas como radar, ultrassons e laser.

A Velodyne é uma das empresas que está a desenvolver sistemas baseados em laser para poderem ser usados para medir distâncias e reconhecer os objetos em seu redor. O conceito chama-se LIDAR e é semelhante ao radar, mas uso os raios laser no lugar de ultrassons.

O produto mais recente da Velodyne é o VLS-128, que emite 128 feixes de laser, construindo uma imagem muito mais completa do ambiente em redor do veículo, o que vai ser um dos sistemas que vai garantir a viabilidade da autonomia de nível 5, em que os automóveis vão poder circular sozinhos sem qualquer intervenção humana. Além de emitir o dobro dos lasers do seu antecessor, também tem o dobro do alcance, podendo medir até 300 metros.